Sindicato Interestadual das Indústrias Misturadoras, Envasilhadoras de Produtos Derivados de Petróleo
Simepetro - Sindicato Interestadual das Indústrias Misturadoras, Envasilhadoras de Produtos Derivados de Petróleo
(11) 3207 0072
AIE: demanda por petróleo deve subir – 08/10/09
 
Jornal do Commércio – RJ 

A demanda por petróleo bruto deverá subir no quarto trimestre e continuar a crescer por todo o ano que vem, disse Didier Houssin, dirigente da Diretoria de Mercados Energéticos e Segurança da Agência Internacional de Energia (AIE). A alta das ações e de outros mercados ainda não se traduziu num aumento da demanda por petróleo, disse ontem Houssin em entrevista no Simpósio Mundial sobre Gás, em Buenos Aires.O mercado mundial de petróleo tem até 6 milhões de barris de capacidade ociosa, disse ele. O diretor executivo da AIE, Nobuo Tanaka, disse a 10 de setembro que o mundo “voltou a crescer”, e elevou sua estimativa para a demanda mundial por petróleo pelo segundo mês consecutivo em setembro .

A demanda mundial deverá alcançar 85,7 milhões de barris/dia no ano que vem, e deverá ser de 84,4 milhões de barris este ano. A possibilidade de uma reincidência da crise no curto prazo, ou seja, “de uma recessão em forma de W, que minaria o crescimento da demanda por petróleo no ano que vem, não pode ser inteiramente descartada”, disse a AIE no mesmo relatório.

preços. Os preços do petróleo bruto subiram 56% este ano. Os contratos futuros vêm sendo negociados entre US$ 65,05 e US$ 75 o barril desde 1º de agosto. Ontem, a cotação do barril tipo WTI nos contratos para novembro, na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), recuou 1,9%, para US$ 69,57, o menor preço de fechamento desde 29 de setembro. Em Londres, na ICE Futures Europe, a cotação do barril tipo Brent, nos contratos para novembro, declinou 2%, para US$ 67,20 no fechamento. A queda aconteceu na esteira da divulgação de dados sobre os estoques americanos pelo Departamento de Energia.

O relatório mostrou que os estoques de gasolina e combustíveis destilados se avolumam num nível não visto desde janeiro de 1983. Os estoques de gasolina cresceram em 2,94 milhões de barris na semana passada, em um nível quase três vezes maior do que o estimado por analistas, para 214.4 milhões de barris.