Sindicato Interestadual das Indústrias Misturadoras, Envasilhadoras de Produtos Derivados de Petróleo
Simepetro - Sindicato Interestadual das Indústrias Misturadoras, Envasilhadoras de Produtos Derivados de Petróleo
(11) 3207 0072
Novas categorias de óleo podem ser aprovadas ainda este ano – 30/11/09

 As categorias API SN e ILSAC GF-5 já estão em fase final de aprovação, para serem publicadas ainda este ano e entrarem em vigor a partir de outubro de 2010. Essa é a expectativa do mercado americano, principalmente das instituições ligadas aos fabricantes de veículos e desenvolvedores de tecnologia de lubrificantes. O Comitê Internacional de Padronização e Aprovação de Lubrificantes (ILSAC), que é responsável pela criação das especificações de óleos de motor para veículos de passageiros, é formado por representantes das seguintes entidades: Aliança dos Fabricantes de Automóveis (AAM) e a Associação Japonesa dos Fabricantes de Automóveis (JAMA). O Comitê ILSAC/OIL também tem a presença de representantes do Instituto Americano de Petróleo (API) e do Conselho Americano de Química (ACC), este último representando a indústria de aditivos. A proposta já concretizada para a nova categoria ILSAC GF-5 teve a maioria de seus testes aprovados rapidamente; entretanto, os itens que se referiam a depósitos nos pistões (WPD), no teste de motor da sequência III-G, e o teste de economia de combustível da sequência VI-D para óleos xW-20 foram bastante discutidos, e as discordâncias permaneceram por muito tempo, colocando em risco o prazo inicialmente estabelecido para a publicação da especificação. Os distribuidores de óleos juntamente com os fabricantes de aditivos alegavam que os dois limites estabelecidos estavam em conflito, uma vez que os aditivos necessários para combater os depósitos nos pistões geralmente reduzem o desempenho no teste de economia de combustível, porém, os fabricantes de veículos insistiam em parâmetros mais rígidos. No final, a posição do ILSAC foi de manter os níveis mais exigentes. A especificação API SN será uma versão da GF-5 sem as exigências de economia de combustível e deverá ser também aprovada ainda no mês de dezembro deste ano para começar a vigorar em outubro de 2010.