Sindicato Interestadual das Indústrias Misturadoras, Envasilhadoras de Produtos Derivados de Petróleo
Simepetro - Sindicato Interestadual das Indústrias Misturadoras, Envasilhadoras de Produtos Derivados de Petróleo
(11) 3207 0072
Refinaria será a maior do país, destaca Lobão – 04/09/09
 
O Estado do Maranhão

Ministro de Minas e Energia conversa com radialistas e confirma que Refinaria Premium em Bacabeira processará um terço de todo o petróleo brasileiro

Oministro de Minas e Energia, Edison Lobão, voltou a afirmar que a Reflnaria Premium é uma realidade para o Maraihão e destacou que será a maior do Brasil, e, talvez, do mundo. “Vamos processar um terço de todo o petróleo brasileiro. A refinaria custará cerca de U$ 20 bilhões e deverá gerar 150 mil empregos no Maranhão”, confirmou o ministro.

Entre as providências a serem tomadas agora, Lobão disse que o próximo passo refere-se à licitação para a construção da cerca em volta dos 2 mil hectares que serão ocupados pela refinaria, que, segundo ele, começará a ser construída ainda este ano.

As informações foram dadas durante o programa Bom Dia IVlinistro, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, em parceria com a Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Ele conversou durante uma hora com âncoras de emissoras de rádio de todo o pais.

Na conversa com os radialistas, a tônica foram as propostas do Governo Federal para o Povo marco regulatório de exploração de petróleo na camada pré-sal. As rádios Mirante AM e Difusora Sul FM de Imperatriz, do Maranhão, integraram o poolde

emissoras presentes na coletiva. O jornalista Roberto Fernandes, do programa Ponto Final, na Mirante AM, participou da sabatina. Ele comentou sobre a discussão precipitada da partilha dos royalties do pré-sal entre os estados, num momento em que ainda não se tem certeza de como será feita a exploração da camada petrolífera.

Lobão afirmou que considera fundamental a urgência na votação dos quatro projetos que disciplinam a exploração da camada pré-sal, por causa da proximidade da campanha eleitoral,

em 2010. Além disso, ele explicou que essa indefinição poderá fazer com que as empresas que já obtiveram autorização para explorar algumas áreas do pré-sal retirem o petróleo pertencente à União, pois muitos dos poços já leiloados têm ligação com outros que ainda não foram licitados. “E preciso votar com rapidez para que se estabeleça uma individualização da produção e cada um pegue o petróleo que lhe pertence”, afirmou.

O ministro disse que o Brasil tem pressa na exploração do présal. “Foi uma descoberta que se fez de uma grande camada de petróleo e o país tem que se apmpriar dessa riqueza”, ressaltou.

Sobre a possibifidade de um apagão no país, Lobão descartou, explicando que o governo tem tomado todas as providências para que o problema não ocorra outra vez. O ministro foi enfático ao dizer que o Brasil possui atualmente um dos sistemas energéticos mais perfeitos e completos do mundo.

“Temos 100% do pais interligado. Hoje, se faltar energia no Rio Grande do Sul, será abastecido pela região Nordeste e vice- versa”, garantiu.