Sindicato Interestadual das Indústrias Misturadoras, Envasilhadoras de Produtos Derivados de Petróleo
Simepetro - Sindicato Interestadual das Indústrias Misturadoras, Envasilhadoras de Produtos Derivados de Petróleo
(11) 3207 0072
S&P rebaixa rating da petrolífera OGX para ‘B-‘, com perspectiva negativa

A Standard & Poors reduziu nesta quarta-feira o rating de crédito corporativo da OGX de “B” para “B-”, com perspectiva negativa, por conta do fraco desempenho operacional da companhia de petróleo do grupo do bilionário Eike Batista.

 

 

A agência de classificação risco vê potencial de “deteriorização adicional na qualidade de crédito da empresa”, por acreditar que a petrolífera irá consumir suas reservas de caixa durante este ano.

 

 

“A redução é principalmente baseada em uma performance operacional mais fraca do que a esperada, particularmente em termos de níveis de produção e produtividade por poço”, afirmou a agência de classificação de risco em relatório nesta quarta-feira.

 

 

Os atrasos na produção e custos mais altos deverão manter fracas as métricas de crédito pelos próximos dois anos, acrescentou a S&P em relatório.

 

 

“Embora a companhia não tenha nenhum vencimento de dívida importante até 2018, estamos prevendo que a companhia vai queimar seu caixa atual durante 2013″, disse a S&P.

 

 

 

Diretores da companhia disseram recentemente que os recursos em caixa e a receita da OGX serão suficientes para arcar com os investimentos em 2013, estimados em 1,3 bilhão de dólares.

 

 

A produção abaixo do esperado da OGX ao longo dos últimos meses levaram uma queda de mais de 75 por cento no preço de suas ações desde junho.

 

 

A petrolífera de Eike Batista teve prejuízo líquido de 286 milhões de reais no quatro trimestre de 2012, ante prejuízo de 332,6 milhões de reais no mesmo período de 2011. No ano passado, o prejuízo líquido foi de 1,2 bilhão de reais.

 

 

 

Fonte: Reuters